Veja quais são os 10 tipos de câncer mais comuns no Brasil

Tumores estão entre as principais causas de morte no país e a prática de exercícios físicos, combinada com uma boa alimentação, ajudam a previnir boa parte deles

(Crédito: iStock)
0

O câncer é uma doença caracterizada pelo aumento incontrolável de células anormais no organismo. Segundo levantamento feito com base nos números do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), divulgado pelo Observatório de Oncologia do Movimento Todos Juntos Contra o Câncer, em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), a doença já é a principal causa de morte em quase 10% das cidades brasileiras. Com isso, nesses municípios – que somam 516 de um total de 5.570 no país – os tumores malignos são mais fatais do que qualquer outro aspecto, seja em relação a doenças ou até mesmo homicídios e acidentes de trânsito.

Abaixo, confira os 10 tipos de câncer mais comuns no país, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), e como evitá-los.

1. Câncer de próstata
Em sua fase inicial, a maioria dos pacientes não apresenta sintomas relevantes. Segundo o Inca, serão diagnosticados 68.220 novos casos em 2018 e o risco da doença aumenta após os 50 anos. Entre as principais causas do problema estão o uso de anabolizante, má alimentação, obesidade, fatores genéticos e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

2. Câncer de mama
A estimativa é que 59.960 mulheres descubram que têm câncer de mama neste ano. As causas mais comuns da doença são histórico familiar, menopausa tardia, menstruação precoce, colesterol alto, sedentarismo, entre outros. A detecção precoce aumenta a chance de cura e o sintoma mais frequente é o aparecimento de um caroço no seio, podendo ser identificado também através do autoexame.

3. Câncer colorretal
Este abrange os tumores que acometem o cólon (intestino grosso) e o reto. O Inca calcula que ocorrerão 36.810 casos do problema em 2018. Se detectada precocemente, a doença é curável na maioria das vezes e esse câncer geralmente é causado pelo tabagismo, sedentarismo, consumo exagerado de bebida alcoólica, de alimentos processados e de carne vermelha.

4. Câncer de pulmão
O câncer de pulmão está associado ao consumo de derivados de tabaco em 90% dos casos. No Brasil, a estimativa é que, em 2018, 31.270 pessoas tenham a doença. Seus sintomas dependem da localização do tumor no órgão, mas o paciente pode ter tosse seca e com presença de sangue, falta de ar, dor torácica e pneumonia.

5. Câncer de estômago
Uma dieta rica em alimentos processados, a obesidade e o consumo de álcool são considerados fatores de risco. Cerca de 65% dos pacientes diagnosticados com esse câncer têm mais de 50 anos e em 2018, 21.290 brasileiros apresentarão a doença, que geralmente não possui sintomas no estágio inicial, mas seu avanço causa sensação de inchaço depois de comer, indigestão, náuseas e azia.

6. Câncer de colo de útero
A doença é causada pela infecção do Papilomavírus Humano (HPV). A infecção por esse vírus é frequente e não causa tumor na maioria das vezes, porém, em alguns casos, pode acontecer uma alteração celular e a evolução para o câncer. O exame papanicolau pode descobrir facilmente essas mudanças das células e a estimativa é que 16.370 mulherão terão este câncer em 2018.

7. Câncer de cavidade oral
Este inclui a mucosa bucal, gengivas, palato duro, língua oral e assoalho da boca. Cerca de 14.700 pessoas devem ser diagnosticados com a doença ainda em 2018. A enfermidade, que costuma aparecer após os 40 anos, tem como principais causas a má higiene bucal, o vício de fumar cachimbos e cigarros e o consumo de álcool.

8. Câncer no sistema nervoso central
Estes são os tumores primários do cérebro e/ou medula espinhal. Compreendem de 15% a 20% de todos os cânceres que acometem a faixa etária pediátrica. A causa dele ainda não é totalmente conhecida, mas já se sabe que algumas das mudanças que ocorrem nas células normais do cérebro podem levar à formação de tumores cerebrais. A estimativa é que 11.320 casos da doenças sejam registrados no ano.

9. Câncer de esôfago
Segundo o Inca, 10.970 brasileiros serão diagnosticados com esse tumor em 2018 e estão no grupo de risco para desenvolver o problema aqueles que fumam, ingerem bebidas alcoólicas e não possuem uma alimentação saudável ou fazem exercícios. Os principais sintomas são dificuldade em engolir alimentos, má digestão, azia, rouquidão, hemorragia digestiva, tosse e falta de ar.

10. Câncer de tireoide
Ainda faltam estudos que comprovem a relação, porém, especialistas acreditam que a doença pode estar ligada ao hipertireoidismo, a alterações dos hormônios sexuais, a padrões dietéticos, à obesidade e ao tabagismo. Neste ano, 9.610 pessoas serão diagnosticadas com esse tipo de câncer.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.